Dificuldades enfrentadas pelos profissionais bibliotecários, principalmente da área da saúde.

  A atividade do bibliotecário vem sendo desenvolvida há séculos, pode ser considerada uma das atividades mais antigas. Sua importância é imensurável. Sem contar a quantidade de funções que um bibliotecário pode exercer e que seu campo de atuação é muito amplo, mesmo havendo um estereótipo do profissional. 
   Ainda são poucos bibliotecários na área da saúde, o que é uma lástima, pois os benefícios existentes na parceria do corpo médico com um profissional bibliotecário seriam de grande aproveitamento e benefícios incontáveis para o avanço da medicina e consequentemente o bem estar dos pacientes.
   Infelizmente os cursos de graduação em Biblioteconomia deixam a desejar, compreendemos que é uma tarefa difícil abranger tantos assuntos em único curso, mas como o bibliotecário trabalha com informação e essa informação pode ser de diversos tipos e pode vir de diversas maneiras, se exige que saibam manusear e tratar todo e qualquer tipo de informação. Porém não é isso que acontece, principalmente pelo fato de alguns PPC’s e alguns docentes não acompanharem a evolução do mundo.
  É necessário reconhecer um pouco da deficiência do curso, o que exige que o profissional bibliotecário faça algumas especializações para que possa desempenhar o seu papel de uma melhor forma possível. Isso se aplica ao profissional da informação que queira atuar na área da saúde. Mas infelizmente, até mesmo os cursos de pós-graduação na área da saúde voltada para o campo da biblioteconomia deixam a desejar.
   O profissional bibliotecário ainda possui um longo caminho pela frente, precisa acabar com os mitos existentes à respeito do curso de biblioteconomia e do profissional bibliotecário. Precisa cada vez mais ocupar seus lugares de direito que muitas vezes estão sendo ocupados por profissionais de outras áreas e que nem mesmo sabem o que estão fazendo. Principalmente quando se trata de biblioteca médica, onde o trabalho de um bibliotecário deve ser valorizado, para isso os cursos de Biblioteconomia precisam rever suas grades e criar mais pós-graduações em tal área.
 Bruna Ramos.

Comentários