Biblio... O quê ?






– Tia, passei no vestibular!
– Qual curso?
– Biblioteconomia!!!
            – Biblio... O quê menino???

Todo estudante do curso de Biblioteconomia já passou por uma situação similar a essa quando anuncia para a família qual curso irá fazer na faculdade e provavelmente ouviram aquelas velhas perguntas clichês: “o que se faz nesse curso?” ou “precisa estudar pra fazer isso?”, “você vai conseguir ganhar dinheiro com esse curso ou vai viver as custa de ‘’fulano’’ para sempre?” e uma das piores de todas: “você vai estudar para aprender a pedir silêncio e a limpar livros em uma biblioteca?”.  É triste, mas é a realidade.  Além do desprezo pelo curso, muitas pessoas tem na cabeça o estereótipo que o profissional bibliotecário é uma senhora de cabelos brancos, com a cara fechada, que fica pedindo silêncio enquanto limpa os livros.
Sem dúvida nenhuma a profissão de bibliotecário é uma das mais antigas que existe no mundo, pois desde os primórdios da humanidade o homem tem a necessidade de registrar seus feitos e conhecimentos. Com esse acúmulo, surgiu a necessidade de organizar os conhecimentos para que eles não se perdessem com o passar do tempo. Isso levou ao surgimento das bibliotecas, que eram (e são até hoje) um dos muitos lugares onde se guarda o conhecimento.  Entretanto, o ‘’conhecimento’’ não pode ser armazenado de forma aleatória, pois se não como seria feito o regaste dessa informação? Procuraria se livro por livro, item por item e talvez não se encontrasse nunca a informação desejada.

O bibliotecário ou profissional da informação, como alguns gostam de ser chamados, detém o conhecimento. E isso não ocorre pelo fato de ser sábio ou por possuir uma grande inteligência, mas por saber como localizar uma determinada informação de forma rápida e prática independente do tamanho do acervo que esta sendo consultado. Uma das missões desse profissional é tornar a busca do usuário uma tarefa fácil. Então, sim, existe a necessidade de uma graduação específica como a Biblioteconomia para saber como funciona uma biblioteca, e não, não necessariamente seremos sustentados por alguém, pois existem boas oportunidades de emprego na área da informação e quem limpa os livros são as pessoas da limpeza (mas algumas vezes é a gente mesmo) e nem sempre pedimos silêncio. O estereótipo da senhora de 60 anos, com cabelos brancos, cara fechada, com o espanador na mão pedindo silêncio, está sendo desfeito gradativamente. Os bibliotecários possuem muitas faces e muitas possibilidades de crescimento, e assim como a sociedade, estamos em constante mudança para melhor atender nossos usuários.

Comentários

  1. Super já passei por isso! Quero formar e virar aquela prima que tá ganhando 20 mil! Fazendo biblioTECONOMIA sim! Pq?

    ResponderExcluir

Postar um comentário